Projeto de Lei prevê vacinação prioritária contra a covid-19 aos professores

 Projeto de Lei prevê vacinação prioritária contra a covid-19 aos professores

Children write in notebooks with a pen.

Digiqole ad

O deputado federal Eduardo Bismarck (PDT-CE) apresentou Projeto de Lei que prevê a vacinação prioritária contra a covid-19 aos professores da educação infantil e da educação especial. Segundo o deputado, o contato dos professores com as crianças da educação infantil exige elevada proximidade devido à necessidade de desenvolvimento de seus aspectos físico, psicológico, intelectual e social.

O parlamentar reforça que é a favor da prioridade da vacinação para todos os grupos que impulsionem um retorno urgente das aulas presenciais, tanto para preservação da rotina familiar, proteção das crianças e da integridade dos professores, que em sua visão só devem retomar para a sala de aula após serem vacinados. “Como não há ainda definição sobre a vacinação de todos os profissionais, apresentamos esse projeto como medida alternativa para que, pelo menos, os professores da educação infantil e da educação especializada possam ser vacinados, porque esses alunos são os que menos conseguem se adaptar ao ensino remoto.” – ressalta.

Além da preocupação com o comprometimento do ensino durante a primeira infância, o deputado também destaca os estudantes que precisam de atenção especial para o aprendizado. “Paralelamente, o mesmo ocorre no caso dos alunos com deficiência, transtornos globais do desenvolvimento e altas habilidades/superdotação que, por sua vez, demandam contato próximo com terceiros e com objetos especializados de uso diário, assim como necessitam de maior atenção dos profissionais da educação”, explica Eduardo Bismarck.

No projeto, o parlamentar reforça que a etapa da educação infantil e da educação especial exigem prioridade no sistema educacional brasileiro devido à proximidade do encerramento do Plano Nacional de Educação (PNE), em 2024, e do iminente não cumprimento de suas metas, bastante impulsionado pelo fechamento das escolas durante a pandemia.

“Entendo ser indispensável e urgente a vacinação prioritária dos professores da educação infantil e da educação especial, de modo a possibilitar o retorno presencial dessas etapas e, por conseguinte, garantir a retomada do ensino, que foi prejudicado no ano de 2020.” – afirma o deputado federal Eduardo Bismarck.

Digiqole ad
Redação

Redação

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta