UPA e Santa Casa receberão mais recursos do Ministério da Saúde

 UPA e Santa Casa receberão mais recursos do Ministério da Saúde
Digiqole Ad

Uma equipe do Ministério da Saúde fará visita técnica na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) e Santa Casa de Misericórdia nos próximos dias. O objetivo é a qualificação da UPA como porte 2 (tem o mínimo de 11 leitos de observação e capacidade de atendimento médio de 250 pacientes por dia); e habilitação das unidades de hemodinâmica e psiquiatria e ampliação da capacidade de atendimento do hospital.

Segundo Guilherme Ávila (PSDB) somente a qualificação da UPA representará um aumento mensal de R$125 mil nos repasses para a manutenção da unidade. Conforme explicou, o ministro da Saúde, Ricardo José Magalhães Barros, aprovou os novos credenciamentos, encaminhados através do secretário de Atenção à Saúde Francisco de Assis Figueiredo e do assessor Sérgio Eduardo de Freitas Tapety.

Durante o encontro também foi apresentada para o Ministério da Saúde a proposta do desenvolvimento a partir de Barretos de um novo modelo de atendimento de urgência, para agilizar a triagem entre os casos de menor ou maior gravidade no encaminhamento para a UPA ou o hospital referenciado.  Isso acabaria com a centralização da triagem na UPA. “Esse foi um processo errado da política do governo Dilma e nós não temos que continuar convivendo com o erro.” – disse Henrique Prata, acrescentando como exemplo da busca de novas soluções o fato de que a Fundação Pio XII está negociando com a Prefeitura de Barretos assumir inicialmente a gestão da metade das unidades básicas de saúde do município. “Nós estamos fazendo uma parceria muito grande com o prefeito. Ele está enxergando claramente que a grande solução da saúde é essa aliança.” – afirma.

Para o prefeito, “A nossa força é a união pelo bem, ao contrário da crítica oportunista ou da política egoísta. Quando as pessoas se unem pelo interesse maior, que é o bem dos barretenses, as coisas acontecem.” 

Digiqole Ad

Redação

Relacionado

Deixe um comentário

Ops, você não pode copiar isto!