Prefeito propõe valorização do servidor público

 Prefeito propõe valorização do servidor público
Digiqole ad

Valorização 1 – O prefeito Guilherme Ávila (PSDB) enviou projeto para Câmara Municipal que aumenta o “pró-labore” pago mensalmente aos policias militares, sendo fixado em R$ 334,99 para cada Oficial e R$ 251,24 para cada Praça. Militares reconhecidos.

Valorização 2 – Prefeito enviou projeto para Câmara Municipal que reduz a jornada de trabalho para 20 horas semanais dos profissionais: agente de comunicação social, biólogo, biomédico, farmacêutico, farmacêutico-bioquímico e nutricionista. 

Valorização 3 – Guilherme Ávila enviou projeto para Câmara Municipal reajustando o salário do servidor público em duas parcelas. Enquanto o país passa por recessão econômica, diversas prefeituras congelam os salários, Barretos vai à contramão e melhora as condições para os servidores municipais. Atualmente há projetos no Congresso Nacional que prometem congelar os salários por dois anos, em virtude da crise. 

Espertinhos – Secretários e diretores municipais que não souberam valorizar os servidores municipais dizem nas rodas de bares que contam com mais de 40 cabos eleitorais para suas campanhas. O servidor público é politizado e inteligente.

Touro – A cidade está empolgada com o futebol do BEC. Milton Aparecida da Silva, o “Miltão” é o maior entusiasta, pois tem confiança que com a subida do BEC para a série A do futebol paulista, o seu nome ganha força e destaque para disputar o Executivo. Mais um candidato a prefeito.

Vice-Prefeito – Miltão já foi candidato a vice-prefeito derrotado com 5.671 votos (13,39%) na eleição de 2012, quando fez dobradinha com o candidato à prefeito Luiz Luiz Carlos Anastácio “Paçoca”. Ambos disputaram pelo PDT. Miltão já teve um mandato como vereador com pouca expressão política.

De peito aberto – O vereador Carlão do Basquete (PROS) vem trabalhando na defesa de projetos, conquistas e divulgação da administração de Guilherme Ávila. Carlão já declarou parceria com o prefeito nas eleições de 2016.

De peito fechado – O vereador Paulo Correa (PR), tinha todas as condições de ser líder do Prefeito Guilherme Ávila na Câmara Municipal, entretanto, preferiu ser líder dos bastidores e das rodas. Articulador e inteligente foi cotado para Presidência da Câmara Municipal diversas vezes. E em 2016, quem ele vai apoiar? 

Dor de cabeça – Paulo Correa (PR) está com a cabeça doendo, ou apoia  Guilherme Ávila para reeleição, ou a Luciana Costa para o cargo de prefeita. Ela foi indicada pela executiva nacional do PR. Poderá o vereador unir os galhos? 

Bajulação – O vereador Juninho Leite (PTB), na última sessão da Câmara Municipal, defendeu e enalteceu a vereadora Paula Lemos (PC do B). Juninho vem sendo cotado pelo PTB para ser candidato a vice-prefeito da chapa com Graça Lemos (PSB). Dupla que agrada a comunidade! 

Impeachment – O vereador Adilson Ventura de Melo (PT) que questiona todos os projetos do Executivo, vem conquistando diversas pessoas que já desacreditam da sua atuação como parlamentar. Alguns amigos sugerem sua troca de sigla por conta da crise no Partido dos Trabalhadores. 

Ex-Assessor –  Pessoa respeitada na sociedade barretense, dentro das instituições seculares, e ex-assessor de um vereador. Será candidato a vereador com apoio de muitos grupos. Tem chances reais de ganhar e realizar um ótimo trabalho no legislativo. 

Empresário x Politico – Há empresários que viram políticos que passam a desrespeitar e desobedecer às leis. Enquanto são empresários criticam as leis e quando estão como políticos burlam as leis e usa dos discursos para ludibriar as fiscalizações. Empresário esperto ou político mentiroso?  

Tucanou – O vereador Marquinho Perigoso (PTB) trabalhando para o bem da população com requerimentos importantes neste mandato. Marquinho não concorda com atuação de alguns companheiros do seu partido e com o caminho que tendem a prosseguir. Por isso, deverá ser candidato a vereador em 2016 pelo PSDB, partido que em 2010 foi candidato a vereador.

Empresariado – Diversos empresários barretenses estão unidos e empenhados na defesa do impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT), como também pelo basta da corrupção no Brasil. Com carga tributária nas alturas, fica difícil empreender no país.

Troca x Troca – Nos últimos seis meses, 10 senadores trocaram de partidos políticos. Um deles foi o senador Fernando Collor que deixou o PTB por não concordar com o apoio do partido ao impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT). Collor não definiu para qual partido seguirá.

Leite x Mulata – O vereador Juninho Leite (PTB) na última sessão da Câmara Municipal detonou o Presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais, João Mulata. Disse que o presidente não representa a categoria e está acovardado. Leite escutou dos diretores do Sindicato que na gestão do ex-prefeito Emanoel Carvalho, o vereador apenas aproveitou da Prefeitura e, como presidente da Câmara, teve uma gestão fraca e desrespeitosa. Quem vence a batalha?

Digiqole ad
Redação

Redação

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta