Nova Gestão do SAAE Barretos herda dívida de mais de R$ 15 milhões

 Nova Gestão do SAAE Barretos herda dívida de mais de R$ 15 milhões
Digiqole ad

No início do mês de janeiro deste ano, a nova gestão do SAAE Barretos encontrou uma situação financeira e administrativa gravíssimas somando uma dívida estimada na ordem de R$ R$ 15.670.175,71. Em análise preliminar referente ao ano de 2020, a dívida de curto prazo saltou de 23% para 38% da receita realizada.
A dívida com a CPFL (Companhia Paulista de Força e Luz) é de R$ 8.864.810,47 (já negociada por meio de lei municipal) e com o DAEE (Departamento de Águas e Energia Elétrica) no valor de R$ 834.150,27,00. Já com a Seleta (coleta de lixo) a dívida soma R$ 3.800.871,13, com a Shalom (varrição pública) o montante é de R$ 504.343, 84, enquanto diversos outros somam R$1.600.000,00, além de tributos atrasados (PIS e COFINS) na ordem de R$ 66.000,00.
Por conta da dívida com a CPFL, a autarquia foi inscrita no cadastro negativa do SERASA em 04 de janeiro de 2021, o que impossibilitava novas ligações de unidades produtoras, além de gerar ameaças de cortes no fornecimento das unidades existentes. Isto prejudicaria significativamente o abastecimento a locais imprescindíveis à cidade, como a Santa Casa e a Fundação Pio XII – Hospital do Amor e Hospital Nossa Senhora.
Havia um excesso de horas extras realizadas pelos servidores. Identificou-se que isso acontecia por falta de critérios para realização destas horas, a falta de um cronograma eficiente de revezamento, além de utilização de servidores com mais experiência para turnos maiores gerando o aumento significativo do valor da hora trabalhada.
Para além da questão das horas extraordinárias, notou-se um passivo trabalhista na ordem de mais de R$ 1.000.000,00, entre diferenças salariais, verbas indenizatórias e rescisórias, sendo muitas dessas já judicializadas.
Outras diversas despesas promovidas no passado foram identificadas e a nova gestão trabalha para resolver esses gastos desnecessários.
“Nosso governo encontrou terra arrasada em diversos setores. Faltou base jurídica, administrativa e gestora anteriormente, desencadeando quadro nefasto na autarquia. Mas, nosso compromisso é com as mais de 122 mil vidas barretenses e vamos resgatar também o SAAE.” – concluiu a prefeita Paula Lemos.

Digiqole ad
Igor Sorente

Igor Sorente

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta