Uma economia do orçamento

 Uma economia do orçamento
Digiqole ad

UMA ECONOMIA
Presidente da Câmara Municipal de Barretos, Paulo Correa (PL) anunciou reajuste do Legislativo de R$ 1,948 milhão para a Prefeitura investir em vários setores. Na prática, a Câmara deixará de abocanhar 10,85% do previsto constitucionalmente em 2022. A previsão do orçamento da Câmara para 2022 era de R$ 17,948 milhões, porém, com o reajuste anunciado vai receber R$ 16,0 milhões.

DEVOLUÇÃO ANTECIPADA
Paulo Correa (PL) fez uma manobra no início do ano devolvendo para a prefeitura R$ 700 mil. A devolução dos valores é feita normalmente no final do ano com a sobra do dinheiro em caixa.

DEVOLUÇÃO AOS COFRES
A economia se trata do duodécimo que deve ser devolvido aos cofres públicos todos os anos. João Mulata (PSDB) devolveu em 2020 a quantia de R$ 2,071 milhões e R$ 2,918 milhões em 2019. Já Leandro Anastácio (SD) repassou R$ 2,233 milhões (2018) e R$ 1,410 milhão (2017).

ENFIM, ANDOU
A prefeita Paula Lemos (DEM) sinalizou aos vereadores a instituição da emenda impositiva da Lei Orgânica do Município. Cada um dos vereadores terá R$ 58 mil por ano para investir em ações de serviços públicos. A discussão começou ainda na gestão de Guilherme Ávila (PSDB) e foi palco para muitas discussões, mas nunca prosperou.

MULHER SÁBIA
Ao sinalizar uma cota anual para cada vereador, Paula Lemos (DEM) foi sábia ao definir um critério para evitar choques e brigas internas.

PODER PARA VEREADORES
O orçamento impositivo amplia o poder do Legislativo com a destinação de recursos para determinados grupos sociais, prevalecendo o curral eleitoral. Por outro lado, criará amarras para o Executivo trabalhar.

VIDAS PERDIDAS
Barretos teve até quinta-feira (22) 10.141 casos de Covid-19 confirmados, sendo 8,25% da população. O município tem 288 vidas perdidas desde o começo da pandemia, em março do ano passado.

ISOLAMENTO SOCIAL
A taxa média de isolamento social em Barretos foi de 40% nos últimos 30 dias. Por outro lado, os moradores de São Joaquim da Barra tem permanecido em casa e lideram o ranking com 63% de isolamento. Na sequência estão Mococa (58%), São Sebastião (56%) e Itararé (56%).

VOTO DA IGREJA
Caso a reforma política para 2022 concretize os pensamentos da deputada federal Renata Abreu (Podemos/ SP), os partidos elegerão via voto distrital seus mais votados. O Republicanos vai priorizar seus principais pastores da Igreja Universal.

COM TODA FORÇA
Presidenciável Lula (PT) já escalou o deputado federal Paulinho da Força (SD) para viajar o Brasil repetindo as caravanas de campanha com logística bancada pelos sindicatos para as eleições de 2022.

OLHO NA CPI
A CPI da Pandemia será mais um cenário de luta política. Se prevalecer a “verdade divina”, pode pegar desde ex-ministros da saúde até governadores e prefeitos.

Igor Sorente é jornalista e escreve semanalmente para a coluna.

Digiqole ad
Igor Sorente

Igor Sorente

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta