30 de Setembro de 2016 às 19:46Aquino José

Mais emprego melhora atendimento nas agências, diz líder bancário


Assembleia dos bancários na principal praça de Barretos. (Aquino José)

Os bancários em greve além das reivindicações salariais querem emprego. A categoria pede o fim das demissões, mais contratações, fim da rotatividade e combate às terceirizações, além da proibição de dispensas motivadas. "Com mais emprego, mais funcionários nos bancos, melhora o atendimento para os clientes das agências." - disse o presidente do Sindicato dos Bancários de Barretos e Região, Marco Antônio Pereira.

Melhores condições de trabalho com o fim das metas abusivas e do assédio moral que adoecem os bancários também constam das solicitações dos trabalhadores aos banqueiros. Outra preocupação é com a prevenção contra assaltos e sequestros. Por isso, solicitam a permanência de dois vigilantes por andar nas agências e pontos de serviços bancários, conforme legislação. Instalação de portas giratórias com detector de metais na entrada das áreas de autoatendimento e biombos nos caixas. Abertura e fechamento remoto das agências, fim da guarda das chaves por funcionários também estão entre os pedidos.

Os trabalhadores defendem a igualdade de oportunidades, com o fim às discriminações nos salários e na ascensão profissional de mulheres, negros, gays, lésbicas, transexuais e pessoas com deficiência.

Publicidade

Fale com a gente pelo e-mail

contato@jornalosertanejo.com.br
Participe com sugestões, dicas, comentários e denúncias.

Enquete

Resultados

Podcasts

Publicidade
Publicidade