22 de Julho de 2019 às 16:03

Barretos permanece no ranking das piores cidades em tratamento de esgoto


Barretos ficou na posição 188 do ranking ambiental paulista elaborado pela Secretaria Estadual de Infraestrutura e Meio Ambiente que analisa o tratamento de esgoto com nota 2,25. Em 2012, último ano da gestão do prefeito Uebe Rezeck (MDB), o município ocupava o primeiro lugar. Atualmente, Botucatu lidera o ranking, seguido de Lençóis Paulista, São Pedro do Turvo, Salto, Itapira e São José do Rio Preto.

O PMVA (Programa Município Verde Azul) tem o propósito de medir e apoiar a eficiência da gestão ambiental com a descentralização e valorização da agenda ambiental nos municípios. Assim, o programa busca estimular e auxiliar as prefeituras paulistas na elaboração e execução de suas políticas públicas estratégicas para o desenvolvimento sustentável do Estado de São Paulo.

Durante seu programa semanal na Rádio Jornal neste sábado (20), Uebe afirmou que construiu a ETE (Estação de Tratamento de Esgoto) na Estrada da Fazenda Buracão, num projeto para comportar uma população de até 200 mil habitantes. "Deixei a população com 100% de água e 100% de esgoto tratado, por isso estava em primeiro lugar. Atualmente as lagoas estão paradas por falta de manutenção. Você vê esgoto sendo jogado em córrego. Estamos numa situação terrível."


Confira a evolução negativa em Barretos do ranking em tratamento de esgoto: 

Ano

Nota

Ranking

2011

12

2012

12

2013

11

2014

12

2015

12

2016

9,25

21º

2017 – 1

4,1

104º

2017 – 2

2,75

235º

2017 – 3

2,75

260º

2018

2,25

230º

2019

2,25

188º

 

Publicidade

Fale com a gente pelo e-mail

contato@jornalosertanejo.com.br
Participe com sugestões, dicas, comentários e denúncias.

Enquete

Resultados

Podcasts

Publicidade
Publicidade