02 de Maio de 2019 às 08:03

Proposta das doulas apresentada por cidadãos é aprovada por vereadores


A Câmara Municipal de Barretos aprovou, por unanimidade, o projeto de lei que permite doulas em hospitais durante o parto. A proposta foi aprovada na sessão ordinária de 8 de abril e foi sancionada pelo prefeito Guilherme Ávila (PSDB). Doulas são assistentes que prestam auxílio físico e emocional às mulheres na hora do parto.

A proposta do projeto de lei foi escrita pelo jornalista Igor Sorente, com a participação dos advogados José Bernardino da Silva e Ricardo Xavier. Depois, foi entregue ao vereador Raphael Dutra (PSDB) no dia 17 de janeiro. "Ficamos bastante tocados com o alto número de violência obstétrica nos hospitais brasileiros após exibição do jornalístico 'Profissão Repórter' (TV Globo) no final de dezembro." - diz Sorente. 

O Brasil tem uma das mais altas proporções de cesarianas do mundo: 55% dos nascimentos são por via cirúrgica. Na rede particular, esse número salta para 83%. "As doulas são referências em partos humanizados e ajudam no relaxamento entre as contrações do trabalho de parto." - explica Bernardino. Elas são o suporte emocional para as grávidas antes, durante e após o parto, complementa. 

Independente da forma que o bebê nasça, a doula faz a vontade da mulher ser respeitada. A doula não pode fazer intervenção médica, mas está presente na hora do parto motivando e encorajando a mulher.

O vereador Dutra complementa que o projeto de lei representa uma luta pela humanização do parto e a diminuição dos procedimentos cirúrgicos que são feitos nas mulheres. "E também trazer mais dignidade para este momento importante que é o nascimento." - afirmou.

Publicidade

Fale com a gente pelo e-mail

contato@jornalosertanejo.com.br
Participe com sugestões, dicas, comentários e denúncias.

Enquete

Resultados

Podcasts

Publicidade
Publicidade