07 de Janeiro de 2019 às 19:56

Prazo de regularização do cadastro do INSS é prorrogado


Idosos e pessoas com deficiência que têm direito ao BPC (Benefício de Prestação Continuada), do Governo Federal, que não se inscreveram ou não regularizaram os dados junto ao CadÚnico vão ter uma nova chance para evitar a suspensão do pagamento do programa.

O novo cronograma prevê que a atualização do cadastro seja feita de acordo com a data de aniversário de cada beneficiário. Por exemplo, as pessoas nascidas nos primeiros três meses do ano têm até 31 de março para regularizar o registro.

Os demais lotes seguem a mesma lógica – agrupando favorecidos de três meses, com data-limite do recadastramento antecedendo o mês de bloqueio do benefício. No caso do primeiro chamamento, se persistir a falta da atualização, o benefício será suspenso a partir de abril de 2019.

Para a realização do cadastro ou atualização são necessários os documentos do responsável e de todos que moram na residência. São eles: a carteira de Identidade, CPF, Título de Eleitor, Certidão de Casamento, Certidão de Nascimento, Carteira de Trabalho e Comprovante de Residência.

Vale lembrar que o número de CPF de todos os membros da família deve ser registrado no CadÚnico para permitir a identificação do beneficiário e de sua família no momento da avaliação do benefício pelo INSS (Instituto Nacional do Seguro Social).

Para fazer a atualização cadastral, os beneficiários devem ir a uma unidade do CRAS (Centro de Referência de Assistência Social) da cidade que mora.

Fonte: Agência Brasil

Publicidade

Fale com a gente pelo e-mail

contato@jornalosertanejo.com.br
Participe com sugestões, dicas, comentários e denúncias.

Enquete

Resultados

Podcasts

Publicidade
Publicidade