13 de Dezembro de 2018 às 11:48

Adalgisa Borsato: a talentosa escritora de livros e peças teatrais


Adalgisa Borsato lançou recentemente mais um livro infantil. (Foto: Aquino José/ Seven Press)

Nascida em Barretos, Adalgisa Borsato ocupa a cadeira número 32 na ABC (Academia Barretense de Cultura). Seu último livro infantil "Os sapos do vovô Galdino" orienta para a preservação das espécies e a preocupação do uso de agrotóxicos. "Eu sempre direciono meus livros para a conservação da natureza." - destaca.

Adalgisa foi bibliotecária durante muitos anos. Gostava de ler os livros infantis de Hans Christian Andersen e também as fábulas de La Fontaine que possuem conteúdo moral. "Quando era bem pequena minha mãe me deu um livro de estórias infantis e tomei gosto." - disse.

Dentre os livros infantis que escreveu estão também "O ratinho sonhador" que observa a destruição da natureza e sonhava até em mudar de país porque achava que estava devastando todas as florestas.

Admite que é fácil escrever para crianças, pois elas valorizam as pequenas coisas. "Nós temos que ensinar as crianças a ler e escrever. Aconselho elas a escrever tudo o que vê no seu dia-a-dia como passarinhos, matas, príncipe e depois, começar a ler e tirar dali uma estória, um poema ou poesia a partir do natural." - conta.

Com o advento da tecnologia, as crianças se afastaram dos livros. De acordo com Adalgisa, com o apoio dos pais, escritores e professores está acontecendo um retorno para as livrarias. "Visito bastante as livrarias em São Paulo e vejo as crianças lá. Vejo as mães comprando muitos livros nas feiras." - relata.

A escritora diz que tem outras cinco estórias para publicar, mas gostaria de fazer em apenas um livro. O título provisório para a obra está escolhido: "Pequenos contos para crianças". Também tem 12 peças escritas para encenação em teatro infantil e adulto. Escreveu a peça "A caminhada" que conta a história da família Barreto chegando aqui, passando por outros períodos até da fundação da Festa do Peão. O texto relata ainda fatos do município. Foi apresentada em Barretos em três ocasiões, encenada por atores da cidade e dirigida pelo Ricardo Tadeu Marques.

A peça "Amor em preto e branco" é uma peça que espera a encenação. Está pronta há quatro anos e trata do amor entre um casal no qual o rapaz é negro e a moça é branca, abordando a temática do racismo.

Além disso, Adalgisa tem contos publicados em antologias. "Tenho uma história verdadeira romanceada contando o início da Festa do Peão de Barretos com todas as modalidades de montarias. Depois fiz uma autobiografia - 'Vida que nos transforma' - contando minha vida numa catarse." Relata sua infância no sítio Pitangueiras e da sua família no povoado das Três Barras, zona rural de Barretos.

A escritora Adalgisa Borsato trabalha atualmente escrevendo um romance rural chamado "A fazenda pedra azul." Também tem outros projetos literários em vista. 

Fonte: Aquino José e Igor Sorente/ Seven Press

Publicidade

Fale com a gente pelo e-mail

contato@jornalosertanejo.com.br
Participe com sugestões, dicas, comentários e denúncias.

Enquete

Resultados

Podcasts

Publicidade
Publicidade