03 de Outubro de 2018 às 13:33

Advogados podem fazer publicidade nas redes sociais


O Brasil ultrapassou a marca de 1 milhão de advogados e, com a proliferação das faculdades de Direito, ruma para muito mais. Um dos efeitos imediatos dessa grande quantidade de profissionais, é a briga por uma fatia no mercado de brigas judiciais. Para isso, os profissionais tem se utilizado de publicidade nas redes sociais. "A publicidade não pode visar a captação de clientela e não pode ser mercantilista." - observa o jornalista Igor Sorente, da Seven Press. 

De acordo com ele, o novo Código de Ética e Disciplina da OAB permite a criação de páginas com oferecimento de serviços jurídicos nas redes sociais. "Não há problemas em usar o meio virtual para explicar temas diversos, mas eles nunca podem ser utilizados como meio de propaganda." - destaca. 

Já em relação aos posts patrocinados em Facebook e Instagram, depende muito do conteúdo transmitido, mas em geral são desestimulados. "Em geral, é permitida a publicidade em mídias sociais, desde que observados os princípios éticos e disciplinares, sempre com o objetivo de transmitir de forma discreta uma informação." - explica Sorente. 

Sorente esclarece que ao produzir conteúdo relevante para os seus clientes, compartilhando informações, exclusivamente informativas para atrair e conquistar novos clientes, o escritório se torna autoridade em sua área de atuação, além de promover a marca do escritório aos atuais clientes e parceiros.


Sobre a empresa

A Seven Press é uma empresa de assessoria de imprensa e comunicação. Atua para auxiliar advogados e escritórios a alcançar seus resultados. Todos os projetos são customizados para atender a realidade do cliente. A empresa está localizada na Rua 20, nº 1.118, Sala 6, Centro, Barretos - telefone (17) 3323-6357.

Fonte: Henry Caeiro/ Seven Press

Publicidade

Fale com a gente pelo e-mail

contato@jornalosertanejo.com.br
Participe com sugestões, dicas, comentários e denúncias.

Enquete

Resultados

Podcasts

Publicidade
Publicidade