01 de Outubro de 2018 às 12:34

PM tem ação limitada para combater drogas, explica comandante da 1ª Companhia


Capitão Paulo Cesar Frugeri responde pela Companhia da PM em Barretos. (Foto: Aquino José/ Seven Press)

O comandante da 1ª Companhia da Polícia Militar, capitão Paulo César Frugeri, revelou que a corporação prende em média 30 traficantes por mês em Barretos. Em peso, a maconha é a maioria da droga apreendida. A maior parte dos flagrantes é por causa do crack, que é uma droga barata.

 Segundo o militar, há uma limitação que dificulta a atuação da Polícia Militar no combate ao tráfico. Destacou que a corporação tem uma mega estrutura, informação, mas não consegue pegar os grandes traficantes. Revelou que entre 60% a 70% dos flagrantes da PM são por causa do comércio ilícito de drogas.

O capitão explicou que no Estado, a legislação estipula que a Polícia Militar somente pode fazer a prevenção e a repressão imediata ao crime. A Polícia Civil faz a investigação e o inquérito. Apenas a Polícia Federal faz todo o serviço. Informou que o ciclo completo só não é adotado no Brasil, Guiné-Bissau e Cabo Verde. Mas, o assunto está em debate, comentou.

O capitão Paulo César Frugeri participou do Fórum de Debates sobre Drogas, realizado na terça-feira (25), na Câmara Municipal de Barretos. 

Fonte: Aquino José/ Seven Press

Publicidade

Fale com a gente pelo e-mail

contato@jornalosertanejo.com.br
Participe com sugestões, dicas, comentários e denúncias.

Enquete

Resultados

Podcasts

Publicidade
Publicidade