31 de Julho de 2018 às 19:09

Rotary apoia campanha de vacinação contra Pólio e Sarampo


Crianças de zero a cinco anos são o público-alvo da vacinação.

No período de 4 a 31 de agosto será realizada a Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e contra o Sarampo. Em Barretos, a vacinação ocorre em todas as UBS (Unidades Básicas de Saúde), de segunda a sexta-feira, das 7h00 às 16h00, e no dia “D” de divulgação e mobilização, 18 de agosto, das 8h00 às 17h00. Na cidade, a Secretaria de Saúde também promoverá um dia “D” em 4 de agosto, das 8h00 às 17h00, em todas as UBS.

Engajado mundialmente na erradicação da Pólio, e muito preocupado com a possibilidade de volta dessa doença no Brasil, já que devido as crises humanitárias no mundo o vírus pode voltar a circular entre a população, o Rotary participará da campanha no país. Em parceira com a Secretaria de Saúde do município, o Rotary Club de Barretos irá atuar como apoiador e patrocinador da divulgação da ação na cidade.

A iniciativa, conta o presidente Amadeu Ferreira Dutra, é fundamental para conscientizar os pais sobre a importância da vacinação, que vem caindo anualmente e trazendo riscos de uma doença erradicada voltar a fazer vítimas. Ele informa que as ações da campanha pelo Brasil todo estão se intensificando, já que o país, livre da poliomielite desde 1990, registrou baixa adesão à vacina em 2017 e neste ano, com um índice bem abaixo da meta de 95% de cobertura vacinal. "Um dos nossos principais desafios é conseguir fazer com que todas as crianças aqui deste Distrito tomem a vacina.", destacou. Amadeu afirma que muitos pais não compreendem a necessidade da imunização porque não tiveram contato com a doença. "Quem ama, vacina, protege." - afirma. 

O projeto de caráter beneficente buscará divulgar a campanha de vacinação junto à comunidade carente dos bairros periféricos de Barretos. O objetivo é incentivar os pais a levarem seus filhos para serem imunizados. Os locais onde ocorrerão a divulgação foram escolhidos levando-se em conta a baixa renda dos habitantes, locais de difícil acesso para os meios de comunicação (imprensa escrita) e nível baixo de cultura.


Conscientização

Por muitos anos o Rotary Internacional foi o responsável pelo fornecimento da vacina no Brasil. Atualmente a responsabilidade da distribuição é do governo federal, mas a entidade continua realizando o trabalho de conscientização sobre a poliomielite. Amadeu destaca que o ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente) prevê punições para os pais que não vacinam os seus filhos, podendo perder a guarda deles, temporariamente ou definitivamente. 

Fonte: Igor Sorente/ Seven Press

Publicidade

Fale com a gente pelo e-mail

contato@jornalosertanejo.com.br
Participe com sugestões, dicas, comentários e denúncias.

Enquete

Resultados

Podcasts

Publicidade
Publicidade