06 de Julho de 2018 às 09:00

Mesmo com greve dos caminhoneiros, arrecadação de ICMS não cai em Barretos


O temor de que a arrecadação da prefeitura de Barretos com o ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) pudesse cair em junho como efeito da greve dos caminhoneiros autônomos, que parou o Brasil no fim de maio, não se concretizou.

De acordo com a Secretaria Estadual da Fazenda, os repasses feitos neste ano se assemelham a média do ano passado. O imposto é repassado pelo governo do Estado em quatro parcelas mensais pagas semanalmente. Os valores correspondem a 25% da arrecadação do imposto, que são distribuídos às administrações municipais com base na aplicação do IPM (Índice de Participação dos Municípios).

Em maio deste ano, o repasse total foi de R$ 7.600.426,10 e em 2017 atingiu R$ 7.169.655,33, gerando um superávit de 6,00%. Já em junho deste ano os repasses chegaram a R$ 4.536.439,43, comparado ao mesmo mês do ano passado que foi de R$ 4.882.137,58, obtendo uma pequena queda de 7,08%. 

Na média dos últimos quatro anos, a arrecadação tem aumentado ano após ano. No primeiro semestre de 2015, o município obteve R$ 40,9 milhões; em 2016 foi R$ 40,2 milhões; em 2017 de R$ 42,1 milhões; e em 2018 o resultado foi de R$ 45,0 milhões.

Fonte: Seven Press

Publicidade

Fale com a gente pelo e-mail

contato@jornalosertanejo.com.br
Participe com sugestões, dicas, comentários e denúncias.

Enquete

Resultados

Podcasts

Publicidade
Publicidade