09 de Março de 2018 às 18:03Igor Sorente

Deputados começam a trocar legendas com início da janela partidária


Pelo menos 17 deputados federais já trocaram de legenda no primeiro dia da janela partidária. O nanico PSL, que tinha três deputados, aumentou a bancada para 11 parlamentares. Mas a expectativa da legenda é ampliar para 20 o número de cadeiras na Câmara até o final da janela, que termina dia 7 de abril.

O PSL conseguiu esse crescimento com a filiação do pré-candidato à presidência Jair Bolsonaro, do Rio de Janeiro. O presidente da sigla, deputado Luciano Bivar, de Pernambuco, reclama que parte dos recursos públicos destinados à eleição ficam com os partidos de origem dos políticos.

Os partidos têm duas fontes de dinheiro para eleição deste ano. O Fundo Partidário, que é distribuído de acordo com a bancada eleita em 2014 e o Fundo Eleitoral, que distribui 48% de R$ 1,7 bilhão de acordo com o tamanho atual das bancadas federais, o que será influenciado pelas trocas da janela partidária. Além disso, para ter direito a participar dos debates nas rádios e TVs, o partido tem que ter, no mínimo, cinco cadeiras na Câmara.

O segundo partido mais beneficiado, até o momento, é o Democratas, sigla do presidente da Câmara. A legenda conseguiu quatro novos membros no primeiro dia da janela. O Democratas elegeu em 2014, 21 parlamentares e, se confirmadas as previsões do partido, vai terminar a legislatura com 40, quase o dobro.

Em 2016, outra janela permitiu que mais de 90 deputados mudassem de partido. Desde o início do mandato em 2015 até fevereiro deste ano, a Câmara registrou 185 movimentações partidárias. Alguns deputados mudaram de partido mais de uma vez.

Publicidade

Fale com a gente pelo e-mail

contato@jornalosertanejo.com.br
Participe com sugestões, dicas, comentários e denúncias.

Enquete

Resultados

Podcasts

Publicidade
Publicidade