26 de Janeiro de 2018 às 09:47Aquino José

A dica do ex-prefeito Uebe Rezeck




ARUTIM GOSTAVA DE TEATRO DESDE A INFÂNCIA

O consagrado ator Luiz Carlos Arutim nasceu em 19 de janeiro de 1933, filho do alfaiate José Arutim e Maria Popolani. Estudou no 3º Grupo Escolar, localizado na esquina da avenida 27 com a rua 22. Seus primeiros mestres foram Luiz Castanho Filho e a professora Ana. Ele era da geração barretense que tinha entre outras figuras Cartucheira e Pinduca.  Certa ocasião, quando lia a peça “Cruz de Metal” na sala de aula, foi surpreendido pelo professor Luiz Castanho Filho. O mestre recolheu o material e rasgou as folhas. A sorte é que o estudante já havia decorado o texto. Conseguiu reescrevê-lo e assim todos puderam concluir os ensaios. O menino tinha mesmo vocação para os palcos. Desde os 8 anos de idade, fazia teatro. Integrava o Grupo da Congregação Mariana, que tinha em seus quadros, João Felício Miziara, Ornilo Gomes, Franklin, entre outros. A prendeu muito com João Falcão e Luizinho de Deus, que participavam do Grupo Teatral da União. Foi um começo de carreira com muitas histórias.


OS INDEPENDENTES NO CARNAVAL DA CIDADE

Os Independentes participaram do carnaval barretense de 1965. Um grupo saiu “num fordeco de bigode a fazer estrepolia de toda sorte”, segundo a imprensa da época. Naquele tempo, a polícia da cidade estava preocupada com brincadeiras com latinhas de talco e bisnagas de plástico com “líquidos não voláteis”.


CARNAVAL DOS CAIPIRAS DE BARRETOS

Violeiros, sanfoneiros e cantadores foram as principais atrações do Carnaval de Barretos em 1928. A festa aconteceu na Praça Francisco Barreto.


CIDADÃOS EMÉRITOS DE BARRETOS

Decretos Legislativos concederam títulos de Cidadão Emérito de Barretos ao jornalista João Monteiro de Barros Filho e Paulo Faleiros. O médico Osvaldo Caiel era o presidente do legislativo em 1996.


O CUSTO PARA UM CONGRESSO MUNICIPALISTA

Lei ordinária assinada pelo presidente Ruy Menezes abriu crédito no valor de CR$ 300.000,00 a fim de pagar despesas de vereadores que participaram do X Congresso Estadual dos Municípios, realizado de 10 a 15 de maio de 1965, em Santos.


A DICA DO EX-PREFEITO UEBE REZECK

O ex-prefeito Uebe Rezeck (MDB) argumentou que nenhum prefeito pode aumentar impostos acima da inflação sem aprovação da Câmara Municipal. Se isso porventura acontecer, o munícipe pode recorrer ao judiciário, completou.


QUASE PRONTO PARA ALÇAR VOO

O secretário de governo e gestão estratégica, Eduardo Petrov, está trabalhando nos bastidores e sondando a possiblidade de contar com apoio de empresários. Ele ainda almeja a carreira de deputado. Bons voos.


MARQUE NA AGENDA POLÍTICA

A próxima sessão ordinária da Câmara Municipal de Barretos está prevista para 5 de fevereiro, às 20h00.


MORADIA ASSISTIDA NO PROGRAMA DE GOVERNO

Programa de governo do candidato Guilherme Ávila (PSDB), na campanha de 2012, previa a criação da Casa de Moradia Assistida, onde o usuário de drogas reabilitado teria moradia e apoio profissional, garantindo assim sua completa recuperação e reinserção social.


A FAVOR DA DITADURA CIVIL MILITAR

Um grupo de senhoras mandou celebrar missa campal na matriz do Divino Espírito Santo pela vitória da Democracia e Liberdade contra o comunismo anticristão. O ato eucarístico foi realizado no dia 21 de abril de 1964, às 19h30, com a participação de representantes de escolas e TG9. Padres Cesar Luzio e Gabriel Correr foram os concelebrantes.


BALANÇO GERAL

Paula Lemos (PSB), Aparecido Cipriano (PP) e Betim da Comunidade (PSDB) receberam a Medalha dos Inconfidentes, ofertada pelo Instituto Tiradentes, pelas respectivas atuações na Câmara Municipal em 2017.


OPINIÕES DIVERGENTES

Alguns vereadores e políticos estão insatisfeitos com a atuação do secretário municipal de Ordem Pública, Claudio Muroni. Outros acham que sua atuação é boa. 


A PROVÁVEL SUCESSORA DO TUCANO

A vereadora Paula Lemos (PSB) está cotadíssima para disputar a Prefeitura de Barretos nas eleições de 2020. Os prováveis concorrentes também já estão se movimentando.


UM BUZINAÇO PERFEITÍSSIMO

Na rotatória da avenida Engenheiro Necker de Carvalho Camargos, no final da tarde de terça-feira (23), Movimento “Pras Ruas Já Barretos” pedia “Prisão de Lula”. Um grupo de 7 pessoas soltou foguetes e convocou “buzinaço” aos motoristas que aprovavam a posição do manifesto. Aliás, na numerologia, 7 é o número da perfeição e símbolo da totalidade do Universo em transformação.


DICA DE LEITURA

Sugestão de leitura da semana é “Sambeabá: O samba que não se aprende na escola”, de Nei Lopes, publicado pela editora Casa da Palavra.