08 de Dezembro de 2017 às 15:10Igor Sorente

Mercado de ilícitos movimenta mais de R$ 15 bilhões em SP


O mercado ilícito dos setores de alimentos e bebidas, automotivo, brinquedos, eletrônicos, higiene, medicamentos, químicos, tabaco e vestuário movimentou mais de R$ 15 bilhões no Estado de São Paulo em 2016. Por conta disso, quase 90 mil empregos formais deixaram de ser gerados. Os dados foram divulgados no anuário 2017 de Mercados Ilícitos Transnacionais em São Paulo, realizado pela FIESP (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo).

Dentre os setores apresentados na pesquisa, tabaco é o de maior valor de mercado, que movimentou, no mercado ilegal, R$ 5,89 bilhões durante o ano. De acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde) e com dados apresentados no Fórum de Tabagismo da SBPT (Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia), cerca de 30% dos cigarros consumidos no Brasil são falsificados ou contrabandeados.

A pesquisa também falou sobre o impacto para o desenvolvimento industrial, já que fatores ligados à violência podem desestimular ações empreendedoras das empresas, como abrir novos negócios ou filiais ou adotar novas estratégias de venda em locais mais afastados.

Mais de um terço (36%) das empresas que participaram da pesquisa tiveram suas decisões estratégicas afetadas graças à ocorrência de violência direta, como roubo de carga, ou de crimes contra a população em geral, como furto e roubos de celulares. 

Publicidade

Fale com a gente pelo e-mail

contato@jornalosertanejo.com.br
Participe com sugestões, dicas, comentários e denúncias.

Enquete

Resultados

Podcasts

Publicidade
Publicidade