01 de Novembro de 2017 às 09:20Aquino José

Aldo Rebelo aponta caminhos para a crise brasileira


Aldo Rebelo indicou plataforma para superação da crise brasileira. (Foto: Aquino José)

Independência para o desenvolvimento, redução das desigualdades e democracia são bandeiras que podem unir o país, apontou Aldo Rebelo (PSB), ex-ministro da Defesa, da Ciência e Tecnologia, do Esporte e das Relações Institucionais, durante palestra no campus Barretos do Instituto Federal São Paulo, na noite de terça-feira (31). Antes da palestra, ele recebeu das mãos da vereadora Paula Lemos (PSB) o título de Cidadão Honorário de Barretos. A candidata derrotada nas últimas eleições municipais, Graça Lemos (PSB), prestigiou o evento.

Aldo Rebelo defendeu a união nacional de amplas forças políticas, sociais, econômicas, culturais, intelectuais, entre outras, em torno da plataforma proposta para remover os obstáculos que o país enfrenta atualmente.

Na opinião do ex-deputado, o Brasil está desorientado na definição de prioridades para enfrentar as suas dificuldades. Ele entende que o Congresso e a mídia não discutem as coisas centrais do país. Chamou de “malucos” os que pregam a separação de Estados e regiões.

Aldo Rebelo entende que o desenvolvimento é a saída para a crise fiscal, da previdência, do desemprego, entre outras situações. Afirmou que somos deficientes em tecnologia, ciência e inovação. Em sua opinião o país precisa de mais Estado e mais mercado. Salientou que a agenda de Defesa do Brasil é negligenciada, sendo compreendida como “coisa lúdica” pela sociedade, pela academia, pelos sindicalistas.

Para o ex-ministro, os militares não vão dar o golpe e nem estão interessados nisto. Salientou que as Forças Armadas têm a dupla missão de defender e construir o país.

Publicidade

Fale com a gente pelo e-mail

contato@jornalosertanejo.com.br
Participe com sugestões, dicas, comentários e denúncias.

Enquete

Resultados
Publicidade
Publicidade